YANOMAMI

"Eu quero viver onde eu pertenço realmente, em minha própria terra"

O nome Yanomami
Yanomami e a sua terra
Cultura
O mundo espiritual
A casa-aldeia
Espaço social
Links
 
  Cultura

Trata-se de um povo muito alegre...Festejam em alturas de boa colheita faz ainda parte dos seus costumes. Têm por habito caçar e pescar em grupo. Quando regressam, moqueiam os animais, que é uma forma de preservar a carne. Em seguida, chamam as aldeias vizinhas para fazerem parte das comemorações. É nestas alturas que se reúnem, cantam, dançam e ainda discutem entre si o que se passou durante o dia.

Faz igualmente parte da cultura destes grupos pintar o corpo com corantes diversos. Em altura de festa costumam untar a pele com argila branca e os homens enfeitam-se com braceletes multicolores confeccionadas com a plumagem de alguns pássaros. Costumam perfurar o lóbulo da orelha para colocar pedaços de bambu, plumas e flores. Também é vulgar perfurarem o septo nasal e os cantos dos lábios para inserirem os palitos de bambu. Os adornos femininos são mais ténues, feitos com cerne de palmeiras, flores ou maços de folhas perfumadas que introduzem em cilindros vegetais colocados nos furos das orelhas.

Pelo contrário, nas expedições de guerra, os homens pintam-se de fumo negro, cor que simboliza a noite e a morte. A mulher, quando está de luto, não utiliza a cor vermelha nas suas pinturas, usam pintura negra sobre as maças do rosto.